COBERTURA do Mister Shopping

Rua Mister Moore, nº 70, Salas 703-704

Juiz de Fora-MG 

Tel: (32) 3234-9895 - EPAO-M-4806  

Clinica Santer - Santer Centro Odontológico.   

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

© 2016 - Santer-  Todos os direitos reservados

Horário de Funcionamento: 

De segunda a sexta: 8h às 19h

Dentistas  Especialistas. Clínica Odontológica Multidisciplinar localizada em Juiz de Fora-MG

Harmonização Orofacial e Bichectomia

Um dos tratamentos mais recentes na Odontologia, com finalidades terapêuticas e estéticas, é a utilização da Toxina Botulínica. A substância, como sabido, é muito conhecida no meio estético por prevenir o envelhecimento. Contudo, possui ação terapêutica e vem sendo utilizada na Odontologia para melhoria da qualidade de vida dos pacientes. Logo abaixo segue a resolução que regulamenta o uso da toxina botulínica na Odontologia:

APROVAÇÃO  NA ODONTOLOGIA

A resolução do Conselho Federal de Odontologia  nº 198/2019, regulamenta a harmonização orofacial como área de atuação do cirurgião-dentista.Define a harmonização orofacial como sendo um conjunto de procedimentos realizados pelo cirurgião-dentista, em sua área de atuação, responsáveis pelo equilíbrio estético e funcional da face. 

  Assista abaixo o nosso vídeo explicativo.

Indicações de tratamentos em que a toxina botulínica pode ser empregada:

  1. Dor facial – sensação dolorosa provocada por alterações na articulação que liga o maxilar à mandíbula. Nessa região está localizado um complexo sistema de músculos, ligamentos e ossos. A toxina será aplicada diretamente no músculo onde está localizada a dor, evitando-se assim os indesejados efeitos colaterais do uso de medicamentos.

  2. Cefaleias – a toxina também auxilia no tratamento das cefaleias tensionais, relacionadas ao estado de tensão e sobrecarga, resultante de contratura e espasmos musculares. O uso da toxina prolonga o espaço entre as crises.

  3. Reabilitação de pacientes com assimetrias – pacientes que tiveram derrame (avc), submetidos a intervenções cirúrgicas, e tratamento oncológico por muitas vezes apresentam falta de harmonia facial com as aplicações do medicamento gradativamente podemos normalizar sorrisos que elevam mais um lado do lábio superior do que o outro assimetrias e recompor a harmonia do sorriso

  4. Bruxismo – A hiperatividade dos músculos da mastigação desencadeia o atrito entre os dentes, causando o seu desgaste e dor. A Toxina Botulínica age relaxando os músculos da mastigação que estão em hiperfunção, principalmente o masseter e o temporal. Ao aplicar a toxina, a tensão diminui e, assim, o musculo não tem mais força suficiente para promover o atrito entre os dentes, devolvendo-lhe o estado de normalidade. O procedimento é seguro e não há qualquer comprometimento motor da boca. É um tratamento eficiente, feito em alguns minutos com agulha fina, como a usada para aplicar insulina, e com alto grau de satisfação relatado pelos pacientes.

  5. Fins estéticos - Tendo como finalidade a harmonização facial em sua amplitude. 

6- Sorriso gengival – disfunção em que a gengiva é exposta em excesso quando a pessoa sorri. A toxina é aplicada nos músculos responsáveis pelo sorriso, até parar de expor a gengiva excessivamente. “Uma das maiores vantagens é que o paciente não necessita ser submetido a procedimento cirúrgico em grande parte dos casos”.

Um sorriso bonito,  não apenas dentes bonitos.

 Quantas vezes você já viu um caso de estética dental envolvendo apenas os dentes que são cercados por lábios enrugados e finos e rugas nasolabiais profundas? Nesse caso, o profissional pode até ter proporcionado belos dentes ao paciente, mas  não lhe deu um belo sorriso. Dai a importância da perfeita harmonização orofacial.

A toxina Botulínica. também tem sido usado em outras áreas da odontologia, incluindo reciclagem de músculos durante o tratamento ortodôntico. Pode ser usado para reduzir a intensidade do tratamento pós muscular e ao longo do tempo, o músculo pode ser treinado para um movimento mais fisiológico. Novamente, isso é terapia coadjuvante, mas é uma boa opção para pacientes que tiveram recaídas ortodônticas significativas devido a um músculo hiperativo, principalmente em paciente braqui faciais.

Conforme as pessoas envelhecem, os cantos da boca começam a virar para baixo. A toxina pode ser aplicada na musculatura depressora do ângulo da boca bilateralmente para relaxar esses músculos. Também pode ser usado para suavizar as rugas ao redor lábios que são muito comumente chamados rugas de fumantes. Estas rugas podem não ter nada a ver com o tabagismo, mas tem tudo a ver com as fortes contrações dos músculos orbiculares orais.

2- Bichectomia 

Assista nosso vídeo explicativo sobre Bichectomia

Bichectomia: o procedimento que melhora o espaço para mastigação e afina o rosto, harmonizando o sorriso. Seu amparo legal na Odontologia encontra-se na resolução 100/2010, do Conselho Federal de Odontologia.

Feita com o principal objetivo de afinar o rosto, a cirurgia que retira as bolas de Bichat, localizadas em cada lado da boca, pode beneficiar os pacientes que têm o hábito de morder a bochecha. Isso porque a bichectomia melhora sensivelmente o espaço mastigatório e a harmonização orofacial.

As bolas de Bichat são gorduras encontradas no fundo das bochechas. Elas estão localizadas abaixo do músculo bucinador e adicionam volume às bochechas. Como elas não têm um papel vital , sua remoção se dará sem qualquer consequência.

Estas adiposidades quando removidas, produzem um belo contorno facial e um rosto mais estilizado, que sem dúvida irá dar um toque mais harmonioso para o seu rosto.

O que é a bichectomia?

O termo “bichectomia” é derivado de “bolas de Bichat”: concentrações gordurosas localizadas no interior das bochechas, também definidas clinicamente como “corpo adiposo bucal”. Quando essas concentrações se tornam excessivas, a gordura altera o formato do rosto, deixando os seus contornos arredondados ‒ algo que incomoda boa parte das mulheres e diversos homens. A bichectomia é, portanto, uma solução cirúrgica para remover o excesso das bolas de Bichat e transformar os contornos arredondados em traços mais delicados que vão conferir um aspecto mais fino (e, claro, delicado) à face.  

Como é feito o procedimento?

Por meio de dois cortes de 1 a 3 cm dentro da boca, nas bochechas, com anestesia local, sem a necessidade de sedação ou anestesia geral. A gordura é tracionada, retirada, e a área é suturada. O procedimento dura cerca de 40 minutos. Não há cicatrizes na face porque as incisões são por dentro da boca. 

Para quem é indicado a bichectomia?

Para pessoas com o formato arredondado de rosto, que não estejam satisfeitas com suas bochechas, e por mais que emagreçam continuam com a face arredondada. O objetivo é deixar o rosto mais harmônico, magro, afinado e bonito, beneficiando os pacientes que têm o hábito de morder a bochecha. Isso porque a bichectomia melhora sensivelmente o espaço mastigatório e a harmonização orofacial.

 Remoção da bola de Bichat (gordura das bochechas) e suas indicações corretivas estético funcionais na  Odontologia, segundo a Resolução 100/2010 do CFO.

 

 -Harmonização dos contornos da face (ex.Rosto redondo)
- Face curta
- Assimetrias de face
- Pacientes com lesões traumáticas
- Pacientes edêntulos
- Complemento de cirurgias em outras áreas
- Braquicefálico ( rosto quadrado) - perda de dimensão vertical
- Pacientes pós AVC localizado
- Presença de linha alba (mordeduras de bochecha) 

Quais são os cuidados pré-operatórios?

Dependem da saúde geral, idade, e outros fatores intrínsecos para cada paciente em particular, como em qualquer outro tipo de cirurgia na boca.

Quais são as contra-indicações para a cirurgia nas bochechas?

Paciente com o rosto já triangular sem aspecto arredondado e com face longa normalmente não possuem indicação para a técnica.Para idosos e pessoas com problemas de saúde, como doenças infecciosas ativas, a cirurgia também não é indicada.

 

Como é o pós-operatório?

O edema acontece e atinge seu ápice em 72 horas. Depois disso, o edema começa a diminuir. Normalmente o paciente já consegue trabalhar após 2 ou 3 dias.

Em quanto tempo o resultado já pode ser observado?

O resultado final do novo contorno do rosto é conseguido de 2 a 3 meses em média, mas muitas vezes com 10 dias já temos a visualização da melhora do desenho da face.

Para a realização do procedimento, o profissional precisa ter conhecimentos anotômicos faciais, conhecimentos cirúrgicos e noções em anestesia local, além disso, tal cirurgia é feita através da cavidade oral. O risco maior durante a cirurgia é atingir o ducto de “Stenon”, algum vaso sanguíneo ou nervo facial, daí ser importante realizar este procedimento com um profissional que conheça a anatomia facial. Tudo isso faz parte da área de conhecimento e domínio do Cirurgião-Dentista, principalmente em se tratando, como aplicado na Santer, do Cirurgião-Dentista Especialista em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, que possui grande expertise na área. Essa bagagem e expertise do Cirurgião Buco-Maxilo-Facial, traz segurança para realização da bichectomia, principalmente  quando comparamos com cirurgias muito maiores e de maiores riscos como os enxertos ósseos, por exemplo. Além da odontologia, apenas os cirurgiões plásticos faciais estão aptos a realizar este procedimento”..